domingo, 26 de abril de 2009

Saltando para um byte específico do buffer

Use o comando:
{contagem}go
para saltar para um byte específico do arquivo.
O comando:
:goto {número}
faz o mesmo.
Use o comando
g<Ctrl-G>
para ajudar a ver a posição do cursor.

Arquivo read-only e o gerenciador de versão de fontes

A opção 'readonly' é ligada automaticamente quando é lido é read-only.

Em uma ocasião você deveria desliga-la: quando você está usando um sistema de
controle de fontes que deixa os arquivo em modo read-only.
Quando você edita-lo no Vim, ele avisa que o arquivo é só para leitura e liga a
opção 'readonly'.

Neste ponto você lembra que esqueceu de dizer ao gerenciador de fontes que você
quer editar o arquivo.

Assim você usa o comando ':shell' para ir ao command prompt e executa comandos
que diz ao gerenciador que você quer editar o arquivo.
Depois de obter a permissão do gerenciador, você volta ao Vim ao entrar 'exit' e
executa o seguinte comando para dizer que o arquivo é editável:
:set noreadonly

Opção que informa se o buffer corrente foi alterado

A opção 'modified' é ligada automaticamente pelo Vim quando o buffer é
modificado.
Não é necessário ligar essa opção, pois ela é gerencia pelo editor.
No entanto você pode testa-la em vim scripts.

Salvando a edição do arquivo para o swap file

Se você fez bastante alterações em um arquivo e deseja preserva-las em caso de
crash você usa:
:w
No entanto isso sobrepõe o arquivo original com as alterações.
Uma alterativa é usar o comando:
:preserve
Ele irá gravar todas alterações no swap file somente. O arquivo original
permanece intacto e só será mudado quando você fizer um ':w' ou um 'ZZ'.
Se o sistema cai você pode recuperar os dados mesmo que o arquivo original tenha
sido perdido.
Sem esse comando você precisaria tanto do swap file como do arquivo original
para recuperar os dados.